Na hora de comprar o novo carro, a gente fica sempre eufórico. O brasileiro tem paixão por automóveis, logo, isso é bem fácil de entender. Porém, na hora de vender o carro, a euforia pode se transformar em preocupação. Como vender meu carro com segurança? Posso vender meu carro sozinho sem ter problemas depois? Fica sempre essa dúvida na gente.

É verdade: hoje em dia você nem precisa sair de casa para fazer anúncios. Por outro lado, fica sempre aquela insegurança rondando a cabeça da gente. Para ganhar mais, muita gente tem pensamentos do tipo “para vender meu carro sozinho, basta anunciar em sites de classificados”. Porém as pessoas esquecem que vender o carro não é só fazer o anúncio. Até por que fazer os anúncios é a parte mais fácil para vender o carro.

Tem também a alternativa de negociar com lojas, revendas ou concessionárias. Contudo, não vá esperando total segurança nesse tipo de negociação, pois infelizmente você pode se decepcionar. Conhecemos inúmeros casos de pessoas que disseram “prefiro vender meu carro para lojas” e acabaram perdendo o carro e ficando sem o pagamento!

Então hoje vamos debater exclusivamente do que trata o título desse post – quero vender meu carro com segurança. Porém, ao invés de trazer as dicas para vender o seu carro, vamos trazer os principais golpes ou problemas na hora de vender o carro.

Vender Meu Carro para ParticularesVender Meu Carro Para Particular

Em geral, quando tomamos a decisão de vender o carro sozinho, optamos por ganhar mais na venda. Mesmo sabendo dos riscos e da trabalheira que vamos ter. Portanto, ao falarmos “vou vender meu carro sozinho”, temos que ter isso em mente. Vejam os principais golpes e problemas que podemos enfrentar ao decidir vender o carro para particulares.

Vender Meu Carro Para Um Comerciante que Se Passa por Um Cliente

Parece mentira, mas isso acontece muito no mercado. Não será um golpe consumado, desde que você não tenha perdido dinheiro. Mas geralmente você perde tempo, energia, e também pode estar perdendo outros negócios. Consequentemente, fica aquela sensação na gente de que “poderia estar tentando vender meu carro para outra pessoa”.

Há dois principais personagens que podem fazer você perder tempo a toa na hora de vender seu carro.

Vendedor de loja de carros

Esse profissional tem contato com pessoas interessadas em comprar carros o dia inteiro. Porém, nem sempre tem o carro no estoque da loja onde trabalha. Então, muitas vezes, procura em outras lojas. E mesmo quando não encontra, procura nos sites de classificados.

Mas como precisa ter margem vender o carro depois, costuma negociar valores muito baixos. E faz você perder tempo com visitas. Ou seja, ele diz que está interessado e faz você se empolgar. Depois na hora da visita, deprecia o carro e oferece muito menos. Quase sempre não se identifica como vendedor de loja, para não perder a oportunidade de fazer a oferta.

Freelance que compra e vende carros

O modo de operar do freelance é bem parecido com o do vendedor loja de carros. A única diferença é que ele não trabalha o dia inteiro com compra e venda de carros. Em geral, tem outra atividade principal, contudo, para complementar renda, procura veículos em bom estado para compra e venda.

Assim como o vendedor de revenda de carros, o freelance é um personagem fácil de ser identificado nos chats. Em geral, faz perguntas ou muito técnicas sobre o carro. Por exemplo, costuma perguntar se o amortecedor já foi trocado, se já faz caixa de marcha ou direção, ou se o carro é de leilão. Ou então já começa perguntando qual o menor valor para a venda do carro.

Vender Meu Carro Para Um Estelionatário

Essa situação é mais preocupante do que a anterior. Nesse caso, você estará lidando com alguém perigoso do outro lado. E pode sofrer perdas financeiras ou até mesmo danos físicos. A capacidade de envolvimento e criatividade dos estelionatários é muito grande. Portanto, mesmo que você se julgue uma pessoa inteligente, ainda assim é preciso ter muita atenção a esse tipo de negociação.

Vender meu carro para quem pede para você levar o carro a um determinado local

Curiosamente, isso ocorre muito quando você está ansioso para vender seu carro. Por que precisa de dinheiro rápido ou porque já tem outro carro em vista. Então você pensa “para vender meu carro o mais rápido possível, vou deixar isso claro no anuncio”. E iassim, sso acaba sendo um chamariz para golpistas.

Muito cuidado com o comprador que insiste em que você leve o carro para o endereço que ele definir. Por que simplesmente você pode estar sendo preparado para cair em uma emboscada.

Há vários relatos de pessoas que foram ao encontro dos compradores, nos locais definidos por eles, e foram assaltadas. Em alguns casos, são roubadas em seus pertences. Já em outros, perdem o carro. Finalmente, em situações mais graves, sofrem tentativas de homicídio. Por favor, acredite: não estamos sendo alarmistas. Basta pesquisar no Google e verificar a quantidade de casos desse tipo que ocorrem.

Vender meu carro para quem faz um depósito e pede o imediatamente o recibo assinado do veículo

O golpe é bastante simples. O comprador diz que está muito interessado no carro, e que vai comprar rápido. E muitas vezes tem uma boa história para contar. Por exemplo, que o carro é da filha que passou no vestibular. Ou que bateu o carro dele e o seguro já pagou. Uma boa forma de identificar esse tipo de pessoa é que eles sempre querem fazer negócio rápido. Por que estão sempre com pressa.

Normalmente falam muito no chat para não dar tempo de você pensar. E certa hora, dizem “me passe seus dados bancários que vou fazer o depósito agora, e vou aí pegar o carro”. Complementam afirmando com total segurança “estou confiando muito em você, e que o carro está em ótimo estado”.

Daí eles fazem o depósito no caixa eletrônico, registrando um valor depositado dentro de um envelope, porém o envelope não contem um cheque nem dinheiro dentro. O extrato do vendedor indica que tem um valor a compensar, contudo, esse valor será ainda checado pelo banco.

E nesse momento, o estelionatário joga um pouco de culpa para cima de quem está vendendo o carro.  Inverte a situação e afirma que fez a parte dele. Que já colocou o dinheiro na conta. E que agora está se sentindo lesado. Mas a verdade é que se você assinou e reconheceu firma do recibo do veículo, você perdeu seu carro e ficou sem o dinheiro.

Vender meu carro que está financiado para o comprador, que vai assumir as prestações

Muitas vezes confiamos demais nas pessoas. E esse golpe é outro que só funciona quando acreditamos totalmente na palavra do outro. A mecânica do golpe é simples. Você está vendendo seu carro financiado, assina o recibo de compra e venda para alguém que se compromete a pagar a dívida contraída. E essa pessoa simplesmente não paga.

Nem sempre o comprador é um vigarista, nesses casos. Pois há situações em que fazemos isso com parentes ou pessoas próximos, e que como elas não podem arcar com o financiamento, aquela dívida fica pendente no banco. E o banco cobra o responsável pela dívida, e não o novo dono do carro. Você pensa “vender meu carro para conhecidos, nunca mais”, mas já é tarde.

Vender meu carro para alguém que pede para dar uma voltinha antes

O test drive é um momento realmente importante para quem vai comprar carro. Contudo, a segurança na hora de vender o seu carro vem em primeiro lugar.

Deixe-nos explicar melhor esse tipo de golpe, que no fundo é uma emboscada. O comprador é sempre muito simpático, checa o carro em vários detalhes, elogia você. E com isso, você pensa “vou vender meu carro, é hoje”, mas na realidade está sendo preparado para uma armadilha.

Então a pessoa procura, com jeitinho, fazer com que você a entregue as chaves nas mãos. Por que é obvio que ninguém compra carro sem antes ligar para checar o motor. E, nesse caso, após ter as chaves nas mãos, o próximo passo do comprador é tentar abrir o carro e sentar no banco do motorista, em uma situação em que você esteja fora do carro e longe do alcance.

Não tenha ilusões, isso é um golpe que parece bobo mas foi extremamente planejado. Então a pessoa rapidamente entra no carro falando que vai ligar o ar condicionado, e você pensa novamente “ele quer testar o ar, ok, vou vender meu carro hoje”, mas antes de ligar o ar, a pessoa liga o carro e engrena a marcha. E simplesmente vai embora!

Obviamente que, antes, em algum momento, o estelionatário perguntou se o carro tem algum alarme específico com acionamento por distância.

Vender Meu Carro em ConcessionáriaVender Meu Carro para Lojas, Revendas ou Concessionárias

Muitas pessoas pensam o seguinte “vou vender meu carro para uma loja, e não vou correr riscos”. Portanto, fica clara a associação entre revendas e concessionárias e a segurança da transaçao. Porém isso é na teoria, pois na prática a coisa pode funcionar de outra forma. Vejam os principais golpes e riscos que podemos correr ao decidir vender o carro em uma loja. Ou mesmo trocar por um mais novo.

Vender Meu Carro Muito Mais Barato

Vamos ser francos nesse ponto, pois isso não pode ser considerado um golpe. Muito menos significa que você está correndo algum risco.

Mas a verdade é que as lojas, revendas e concessionárias desvalorizam muito o carro. Pagam muito pouco. Oferecem o valor à vista e na hora, e tiram proveito dessa capacidade de resolver o seu problema de forma instantânea. Você pensa “vou vender meu carro” agora, sair daqui com o dinheiro e tudo resolvido”. Consequentemente, a tentação é grande.

Por outro lado, desde já fique sabendo que o valor que você está recebendo muito baixo. Por que o que o mercado pratica é pagar 30% a 50% do valor que irão vender.

Vender Meu Carro Muito Mais Barato de Forma Disfarçada

Vamos ser breve nesse ponto. Primeiro por que parte dele já está explicada no item acima. Segundo, por que é muito simples de entender.

A concessionária avalia seu carro muito abaixo do mercado, na troca por outro carro. E se você vai pagar a diferença em financiamento, a conversa acaba direcionada de outra forma. Por que, nesse caso, o foco será o quanto você pode pagar de prestação, e tem os juros mensais, e tudo o mais. Consequentemente, fica difícil tomar uma decisão mais racional.

Toda essa matemática atrapalha. Você para de fazer as contas como deveria, e aceita a negociação. Portanto, desde já, tenha muita cautela nesse tipo de transação. Ou poderá se arrepender no futuro.

Vender Meu Carro Através de Consignação

Primeiro vamos explicar como funciona a consignação. Essa prática é bem simples: você deixa o seu carro em uma loja ou concessionária, que irá tentar vende-lo. E quando houver a venda, você pagará um percentual para a loja. Apesar de fácil de entender, a consignação pode ser fonte de muitos problemas. Então elencamos os principais a seguir.

Demorar Muito Para Vender Meu Carro

Esse é outro ponto que não se trata de uma fraude ou golpe na compra e venda de carros. Apenas se refere a uma situação em que o seu carro pode ter baixa preferência de venda. Mas como? Antes que você pense “nunca vou vender meu carro consignado”, vamos explicar um pouco mais.

Desde já, você vai reparar que a explicação é muito simples. Ao deixar o carro em um comércio para vender, o seu carro estará competindo com modelos que a loja ou concessionária adquiriu. Portanto, seu carro não será uma prioridade para os vendedores, que irão preferir vender os carros que foram comprados pela loja.

Consequentemente, a venda do carro vai demorar mais. E aí você pensa bem “será que vale a pena vender meu carro em uma loja?”. Exceto que você tenha certeza sobre a atitude dos vendedores, a demora pode causar problemas no carro. Por que o carro parado começa a dar problemas. Primeiro, os pneus podem sofrer deformações. Segundo, a bateria pode descarregar. Terceiro, se o tanque estiver cheio, pode prejudicar filtros de combustível. Portanto, fique atento a esse ponto.

Assinar o Recibo Antes de Vender Meu Carro

Aqui o ponto é grave, e o risco é muito grande. Alguns comércios que tratam da compra e venda de veículos podem exigir que você assine o recibo ao deixar o carro em consignação. Ao fazer isso, você dá permissão ao comércio para vender o carro sem você saber.

Poderíamos falar que se você conhecer a idoneidade do comércio, você pode agir dessa forma. Contudo, infelizmente não recomendamos de forma alguma. Pois a verdade é que as revendas e concessionárias trabalham com caixa apertado. Portanto, podem utilizar 100% do valor da venda para comprar outro carro ou pagar dívidas. E você vai comemorar “consegui vender meu carro, até que enfim” mas na verdade não verá a cor do dinheiro.

Tentar Vender Meu Carro em Comércios Que Desaparecem

Desde já, deixaremos claro não temos nada contra os tradicionais comércios de carros. Mesmo por que a maioria deles é séria. Contudo, é preciso muita cautela ao deixar o seu carro, com chaves e documento, em qualquer loja ou revenda. Vamos ser diretos: em muitos casos, simplesmente o comércio fecha as portas e você nunca mais verá o seu carro.

Quero Vender Meu Carro Com Segurança e Ganhando Mais

É claro que há uma série de excelentes lojas, revendas e concessionarias. Exceto se você não for cuidadoso, vai encontrar bons comércios e terá uma experiência feliz na venda do seu carro através de uma delas. E assim, vai poder falar “vender meu carro com vocês foi fácil e seguro”. Contudo, jamais poderá dizer que consegui um bom preço nesses casos.Foto para Anunciar o Carro

Por outro lado, vender carro direto a particulares pode trazer maiores valores, mas também maiores riscos.

Procure a melhor maneira de vender carro atualmente. Você ficará surpreso em conhecer as novidades que apareceram no Brasil nos últimos anos, e poupe seu tempo e ganhe mais, com muito mais segurança.