Para que você venda carros usados é necessário determinar um valor de venda para seu carro, e isso certamente demanda bastante pesquisa e algum conhecimento do mercado de automóveis. Carros da mesma categoria apresentam variações e faixas de preço bastante distintas, pois existem muitos fatores que são determinantes para isso. Como forma de orientação, a Tabela Fipe estabelece um preço médio, atualizado a cada mês, para cada modelo e ano dos carros em circulação.

Porém, trata-se de um auxílio para basear a precificação e não uma regra. É preciso levar em conta fatores como: quilometragem, estado de conservação e ano. Além disso, vem a parte mais complicada: entender o momento do mercado.

É preciso saber quais são os veículos que têm mais mercado na hora da venda, os que são pouco ou muito desvalorizados e realizar uma análise de quais valores estão sendo praticados na compra e venda de modelos semelhantes ao seu.

Itens para que venda carros usados

Existe apenas um documento imprescindível para um proprietário que venda carros usados: O DUT. É o recibo de compra e venda que será assinado e passado ao comprador no fim do processo. Todos as pessoas que têm carro possuem este documento e devem guardar com segurança. Além do DUT, é importante recolher e ter no momento da venda documentos referentes às manutenções realizadas no carro como:

  • Recibos de troca de bateira
  • compra de pneus
  • troca de filtros de ar condicionado e outros

venda carros usadosAlém desses listas acima, o manual do carro também é importante porque agrega valor ao carro e a maioria dos compradores fazem questão de tê-lo, assim como a chave reserva. Outro tipo de documentação importante é o de financiamento, caso o carro ainda não esteja quitado.

Você deve estar preparado para que compradores se afastem se seu carro estiver alienado. Geralmente, há duas saídas: o vendedor quita o restante das parcelas antes da venda ou o comprador aceitar arcar com as parcelas finais e paga a diferença do valor.

 

 

Para que venda carros usados, saiba que as informações mencionadas anteriormente não são obrigatórias e, certamente, você vai lidar com uma variedade de interessados, do mais exigente ao mais leigo. Portanto, a venda particular exige toda esta preparação e cuidado, sem mencionar as etapas seguintes durante a venda, como recepção de possíveis compradores e finalização do negócio.

Porém, como dissemos no início do texto, é perfeitamente possível contar com serviços modernos e que são capazes de absorver o desafio de conhecer bem o carro e preparar um anúncio compatível com o mercado e também suas necessidades como vendedor.

E mais: ficar responsável pela negociação e tratativas com interessados para poder trazer a você a melhor oferta possível. Conheça os diferenciais desta maneira inovadora e que vai proporcionar uma venda livre de estresses e com a certeza de um bom negócio.