Um carro seguro é aquele que está devidamente equilibrado e com todos os seus sistemas em perfeito funcionamento. Quando pensamos em itens de segurança, além de airbags, o sistema de freios é um dos componentes mais importantes do carro e certamente todos nós queremos ter a certeza de que os freios do nosso carro estão em perfeito estado. Além disso, é um requisito fundamental na hora de comprar ou vender um carro usado, pois se estiver vendendo você vai querer conferir o bom funcionamento e se estiver do outro lado da moeda, também vai querer que seu carro esteja bem “redondo” para valorizá-lo. Vamos falar tudo sobre freiosClique aqui e saiba mais para dicas de venda.

Por que a manutenção é importante?

Por que além de evitar que possíveis defeitos surjam e fiquem mais graves, a manutenção do sistema de frenagem é um importante zelo para sua segurança e de sua família.

Um detalhe importante: especialmente nos dias atuais, nos quais os veículos contam com cada vez mais tecnologia de fábrica como ABS, sistema responsável por evitar que as rodas derrapem numa freada, EBD, o chamado controle de tração/estabilidade, e ainda outros componentes tecnológicos, é fundamental que tudo isso esteja em perfeito funcionamento, principalmente antes de colocar o pé na estrada.

Portanto, convidamos você a embarcar no post de hoje, no qual falaremos sobre os benefícios da manutenção preventiva, seu funcionamento e ainda como identificar algum problema ou pane relacionados ao sistema de frenagem. Vamos nessa para entender tudo sobre freios?

Sinais de desgaste dos freios

Vamos listar abaixo algumas situações comuns e que você pode observar e ficar atento para saber se o carro está dando sinais de mau funcionamento do sistema de freios:

 

  1. Barulho de “ferro com ferro”: se ouvir um som semelhante a um apito ou assovio durante as frenagens, pode ser um sinal de que as pastilhas precisam ser substituídas. Caso isso ocorra, é recomendado trocar logo para que evite danificar e arranhar os discos de freio, acarretando em um prejuízo maior.
  2. Pedal baixo: se o pedal de freio estiver muito baixo, pode ser falta de fluído, o que geralmente é indicado no painel de instrumentos do carro, ou também algum problema com o servo ou até o cilindro mestre.
  3. Trepidação no volante: se ao frear você sentir alguma trepidação no volante, pode ser sinal de disco empenado.

Por que a manutenção é importante?

Por que além de evitar que possíveis defeitos surjam e fiquem mais graves, a manutenção do sistema de frenagem é um importante zelo para sua segurança e de sua família.

Um detalhe importante: especialmente nos dias atuais, nos quais os veículos contam com cada vez mais tecnologia de fábrica como ABS, sistema responsável por evitar que as rodas derrapem numa freada, EBD, o chamado controle de tração/estabilidade, e ainda outros componentes tecnológicos, é fundamental que tudo isso esteja em perfeito funcionamento, principalmente antes de colocar o pé na estrada.

Portanto, convidamos você a embarcar no post de hoje, no qual falaremos sobre os benefícios da manutenção preventiva dos freios, seu funcionamento e ainda como identificar algum problema ou pane relacionados ao sistema de frenagem. Vamos nessa?

Manutenção preventiva: sempre recomendada

tudo sobre freiosComo foi dito anteriormente, os sistemas de freio estão a cada dia mais complexos e com mais tecnologia inserida. Certamente isso é algo muito positivo. Afinal, a evolução dos componentes tecnológicos vem para aumentar nossa segurança e melhor o desempenho dos freios.

Nesse contexto, a manutenção preventiva ganha cada vez mais relevância na rotina dos motoristas. O tradicional check-up antes de viajar é uma ótima oportunidade para detectar algum problema e evitar transtornos ou uma viagem insegura. Como o sistema de frenagem comporta muitos componentes, quanto mais cedo alguma falha for detectada, melhor.

O sistema de freios e suas partes

Pedal

tudo sobre freiosCertamente uma das primeiras coisas que veio em sua mente, afinal fica em contato direto com o motorista. Como você já está cansado de saber, ele serve para acionar os freios e, geralmente, tem uma regulagem para que o motorista não tenha que fazer tanta força para parar o veículo.

Servo freio – hidrovácuo

tudo sobre freiosO nome é estranho, mas a explicação é bastante simples: o hidrovácuo age multiplicando a força do pedal e transferindo esta energia para todo o sistema de freios do carro. Isso torna o acionamento muito mais fácil e seguro, já que o motorista não precisa se antecipar ou realizar grande esforço, deixando a frenagem o mais natural possível.

Pastilhas e lonas

tudo sobre freiosQuem nunca ouviu dizer que “as pastilhas estão gastas”. São delas mesmo que estamos falando. As pastilhas e lonas de freio são responsáveis por criar a fricção necessária para que o carro desacelere e pare. São produzidos a partir de um material especial que tem como objetivo criar resistência ao disco ou ao tambor (do qual falaremos a seguir) e interrompe o movimento de maneira gradual.

Discos e tambores

tudo sobre freiosOs discos e tambores são os componentes que recebem a pressão das pastilhas e das lonas, criando fricção e realizando a parada do veículo durante a frenagem.

Canos e mangueiras

tudo sobre freiosEstamos falando de dois componentes completamente simples do ponto de vista anatômico, mas extremamente essenciais para o funcionamento do sistema como um todo. As mangueiras são projetadas especialmente para trabalhar junto aos freios e aguentar as altas pressões que uma frenagem exerce sobre o conjunto.

Cilindro mestre

tudo sobre freiosEste, é o componente que tem a responsabilidade de levar o fluído de freio até os pistões presentes nas pinças ou nos tambores de freios. Vamos traduzir: sua importância é fazer com que seja possível a frenagem para mobilizar o veículo, quando acionado em alta pressão.

Fluído de freio

tudo sobre freiosComo o nome já diz: são óleos especialmente desenvolvidos para os sistemas de frenagem. Obviamente é recomendado utilizar apenas esse tipo de óleo nos freios, já que são desenvolvidos especificamente para atuar nos sistemas de frenagem. Uma dica: todo manual do veículo indica o tipo de fluido utilizado no veículo. Portanto, siga as orientações do fabricante na hora de renovar o fluido de freios.

Quando devo fazer a manutenção dos freios?

Como você já deve saber, cada carro tem suas características mecânicas e cada fabricante tem uma recomendação específica para quando realizar a manutenção preventiva dos componentes que formam o sistema de frenagem. Por isso, frisamos que é sempre necessário checar o manual do veículo com o objetivo de encontrar as informações mais precisas possíveis.

Se você identificar mau funcionamento ou sentir algo estranho ao frear, como um ruído diferente ou perda de capacidade de frenagem, é indicado que faça uma avaliação com um profissional para determinar se é preciso ou não realizar a troca e algum componente do sistema de freios.